Compartilhe e espalhe coisas boas!

A Volkswagen apresenta o conceito sob promessa de ser mais revolucionário do que o Fusca

A grande atração da Volkswagen para o Salão de Paris é um protótipo de carro elétrico, o Volkswagen I.D. Poderia ser apenas mais um carro-conceito elétrico, não fosse por recentes declarações da Volks: a fabricante afirmou que ele tem potencial para ser mais revolucionário que o Fusca foi em seu lançamento.

vw-id-1

Motor menor e mais espaço interno garante mais conforto.

Tanta expectativa tem uma explicação: a base do projeto é a nova plataforma modular para carros elétricos, a MEB (Modular Electric Drive). A versão de produção tem lançamento marcado para 2020. No protótipo, o motor elétrico gera 170 cv e a autonomia fica entre 400 e 600 km, dependendo do modo de condução.

vw-id-3

Volante retrátil, pronto para quando o carro for autônomo.

vw-id-3

O design é futurista, com detalhes que remetem ao Up, como a tampa do porta-malas preta. O fato de ser elétrico permite abrir mão da grade dianteira e das tomadas de ar, que não teriam função no veículo. Diversos detalhes possuem a cor azul, inclusive os pneus. As rodas são desenhadas para melhorar a aerodinâmica. Também não há retrovisores, substituídos por câmera.

vw-id-4

vw-id-5

A tampa do porta-malas preta remete ao atual UP!

Outra vantagem da plataforma elétrica é que o espaço reservado para o motor é muito reduzido, liberando espaço para os passageiros, e permitindo maior flexibilidade no arranjo das baterias.
Com porte semelhante ao de um Golf mas com linhas de monovolume, o I.D. tem o mesmo espaço interno de um Passat, de acordo com a Volks.

O painel recuado e o volante retrátil tem um motivo: a versão de produção autônoma está nos planos para 2025.

Compartilhe e espalhe coisas boas!